F

Reboot é (um mal) necessário???(parte1)

Há pouco mais de um ano a DC Comics inaugurou sua nova linha de HQs de super-heróis dando um reboot (reiniciando)a história de seus personagens. Em parte alguns adoraram, outros odiaram.

Os que adoraram se baseavam na idéia de que a cronologia estava muito avançada para novos leitores se iniciarem na arte de ler comics então com esse reboot finalmente poderiam começar a ler e entender a história sem precisar caçar edições anteriores em sebos,lojas da internet ou mesmo download. Mais ainda,com a grande onda de filmes de super heróis proliferando a DC poderia com seu reboot deixar os personagens mais semelhantes a suas versões cinematográficas ( Batman no mês do reboot, me lembrou bastante o clima dos filmes de Nolan) mesmo que ainda estejam no papel( mas isso vai mudar com Superman the man of Steel, que chega aos cinemas em 2013 e ainda trará o super em seu novo uniforme sem cueca).

 Os que odiaram usam o argumento de que reboot é uuma falta de respeito com os leitores antigos, que colecionaram as grandes sagas lançadas e que de repente de uma hora para outra veriam nada daquilo valer para seus personagens digamos assim "rebootados".
Ainda há a defesa desse ponto de vista de que não é o primeiro reboot que a DC pratica em suas revistas. Em 1986 a DC após CRISE nas INFINITAS TERRAS resetou seu quadriverso e desde entãoas bagunças cronológicas tardaram, mas voltaram deixando ser uma tarefa árdua tentar compreender as incoerências do universo DC que vez ou outra acontecia uma grande saga para explicar tudo mas só fazia confundir os leitores mais ainda. Mesmo assim, os fãs acompanhavam e engoliam as justificativas como a Zero Hora ou os murros na realidade desferidos por Superboy Prime( ou primordial).Então, mais de 25 anos se passaram e agora a solução era o reboot???

 Entre os que amam e odeiam temos que ver que não é tudo tão preto & branco, havendo vários tons de cinza nisso tudo. Leitores antigos existem é verdade( eu sou um ) mas uma grande parcela abandonou o hábito de ler comics devido a queda na qualidade das histórias,ficarem com medo de serem taxados de nerds( tá pensando o que? ser nerd é moda hoje em dia)ou outros fatores como casamentos, filhos e por aí vai. Como ficam as editoras nesse caso se não conseguirem atrair novos leitores??? É pequeno o número de leitores que se dispõe a caçar informações sobre fatosocorridos em edições anteriores. É fácil de achar graças a internet e ao mesmo tempo a internet oferece as edições do mês o que já afeta a venda das revistas impressas.

 Porém pode haver reboot e os Novos 52 logo logo, mais dia menos dia ficarão ultrapassados e aí a solução será oque mesmo hein??? Reboot! Tudo diferente da versão anterior do personagem. Ou não muito.

Peguemos o Superman. na versão original um herói que ajudava as pessoas e com cunho social. Na fase John Byrne( reboot de 1986) um herói completamente diferente mais destinado a grandes ameaças e que não pretende interferir na vida dos humanos, apenas protege-los. Grant Morrison em 2011: o super começa sendo um defensor das classes oprimidas como em sua versão original. Claro que com algumas diferenças de comportamento, mas o Superman não mudou tanto assim, mas mudou bastante em relação a sua versão anterior. Ao contrário, ele voltou as suas origens. Então o que podemos ter ao longo do tempo é um ciclo com uma mudança ou outra entre as versões de um personagem.Mas como o público se renova constantemente (e os reboots ajudam isso) só os mais ligados na nona arte vão perceber.

 Será que se não houvesse o reboot pós-CNIT acompanhariamos o Superman pré-CNIT com todos aqueles poderes absurdos que possuia( e que mesmo sendo fã eu tiro sarro)??? Imagino um sonoro não, até por que o Superman não virou unanimidade entre leitores mesmo com John Byrne nos roteiros. Já temos pouco mais de um ano e New 52 é sucesso aqui e nos EUA ( que é quem define se a parada continua). Então acho que é definitivo mesmo e sem volta ao contrário do que se achava( etem gente que ainda acha que tudo volta ao que era antes)

 E os fãs antigos como ficam??? Simples. O que não falta é opção de leitura e histórias antigas a serem caçadas. Se o reboot não agradar, ninguém é obrigado a comprar. A DC que tente a sorte com novos leitores e que eles sejam tão fiéis quanto eu fui esses anos todos( pareceu coisa de mulher abandonada em novela global). Mas é isso mesmo.

A grande vatagem dos comics é que você lê até onde acha que deve, sem se preocupar com o que vem em seguida( ao contrário dos mangás aonde só ficamos satisfeitos e depressivos após o último número). A DC por exemplo com esse reboot me fez encerrar as coleçoes que há anos mantinha. O Superman que vem em Action Comics e Superman desde setembro de 2011 não é o mesmo que eu vinha acompanhando desde a fase Byrne( que por sua vez nao é igual ao de Jerry Siegel e Joe Shuster, seus criadores).

 Acompannhei algumas histórias de New 52 e confesso gostei, mas não me sinto na obrigação de acompanhar mais tão ferrenhamente. Compro,leio e depois vendo pela metade do preço a quem interessar.
E isso vale para a Marvel também. Homem Aranha só acompanhei até o pacto com Mefisto. Mas falo sobre isso depois.Vingadores para mim um ponto bom para parar seria após O Cerco, que encerrava um ciclo de 7 anos de histórias.

 Já dizia Alan Moore: "as grandes histórias já foram contadas, o que resta agora é contar essas histórias das mais variadas formas".

 É assim. E se um dia eu ver que tomei uma atitude errada quanto a esse posicionamento, vou na internet, nos sebos virtuais da vida e compro tudo de novo!!!
Compartilhe este post: :

+ comentários + 2 comentários

5 de julho de 2013 10:28

Bom, sobre esses Reboots, posso dizer que coisas boas apareceram, e coisas ruins também...Batman por exemplo, quando comprei a ultima lançada da antiga cronologia e a primeira desses novos 52, imaginei que seria totalmente diferente, mas não...continua exatamente da onde havia parado, creio que foi o personagem com menos modificações (ainda não li as edições 0 onde aparecem as novas origens dos personagens). Superman de inicio não me agradou...mas me parece que está melhorando, não gosto de como o Morrison faz esses resgates dos personagens da década de 30 e 40 (Corporação Batman é lixo!!!). Lanterna Verde continua da onde parou, apenas a personalidade do Hal Jordan está como se ele fosse uma pessoa muito irresponsável, e não aquela Hal mais maduro dos ultimo anos. Cara tenho 31 anos, não vou parar de ler tão cedo, mas concordo com vc que reboots demais de certa forma desrespeitam quem lê a mais tempo...nem vou entrar na questão da Marvel, vou esperar pelo Marvel Now...e o Aranha...bem...parabéns ao sr Joe Quesada que acabou com um dos melhores personagens já criados...enfim...

25 de dezembro de 2013 19:50

Pois é Daniel, acho que como a idéia é manter o público antigo e cativar novos públicos, deveriam esquecer isso de linha principal nas editoras e diversificar como a Marvel fez criando o Ultiverso.
Não é a melhor solução, mas prefiro isso a esquecer histórias clássicas.

Postar um comentário

Aliados Nerds

 
Support : Copyright © 2012-2014. ENQUADRINHADOS - todos os direitos reservados

Enquadrinhados- HQ é Alta Qualidade