F

Conan O Bárbaro (1ª parte)



Saiba, ó príncipe, que naqueles anos em que os mares sorveram Atlântida e os vislumbres de cidades, e à época do surgimento dos Filhos de Aryas, houve uma era inimaginável, durante a qual os reinos de esplendor se espalharam pelo mundo como miríades de estrelas sob o manto azul dos céus - Nemédia, Ophir, Brithúnia, Hiperbórea. Zamora, com suas mulheres de cabelos escuros e torres assombreadas por aranhas misteriosas; Zíngara e a nobreza; Koth, fronteiriça com as terras pastoris de Shem; Stygia, com as tumbas vigiadas por fantasmas; Hirkânia, e os cavaleiros vestidos de aço e seda e ouro. Porém, o reino mais orgulhoso do mundo era a Aquilônia, soberana do Ocidente sonhador. Nesta época surgiu Conan da Ciméria, cabelos negros, olhar sombrio e espada na mão, ladrão, saqueador, assassino, assolado igualmente por gigantescas crises de melancolia e jovialidade, para pisotear os adornados tronos da Terra com suas sandálias." (Crônicas da Nemédia)


Com essa introdução, começam as aventuras de Conan, o bárbaro mais temido, adorado, fodástico dos quadrinhos.Saibam não-príncipes, que este personagem começou suas aventuras sob narração em contos e não hqs. As hqs vieram muito tempo depois, inclusive em uma clandestina que seria uma adaptação de A Rainha da Costa Negra( lançada en el Mejico) quase artesanal. Como fã do cimério e acompanhante da trajetória dele em mais de 20 anos, nessa primeira parte iremos falar sobre a trajetória de Conan nas mais diferentes mídias. Na segunda parte falaremos de Conan no Brasil e na última parte ainda deixo a surpresa.
Conan é um personagem que seria um tanto controverso. O cara foi campeão de vendas mas em popularidade não batia Batman , nem X-Men ( mas em vendas sim reafirmo). No Brasil e nos States o cara já teve mais de 5 revistas simultâneas que no final dos anos 90 ( o ragnarok dos quadrinhos) foram sendo canceladas uma a uma.


Contos

Conan estreou em um conto chamado The Phoenix in the Sword( A Fênix na espada, galera que nao usa google tradutor ou não fez Yazigi ou ainda cursos de idiomas Globo, o das fitinhas k7). Essa história narra uma tentativa de tomada do trono de Aquilônia e como Conan lida com tal situação. essa história não é original. Trata-se de uma versão do conto  I rule by this axe! com Kull , o Conquistador que é citado no conto como um rei de eras anteriores a de Conan. A diferença foi que esse conto fez sucesso entre os leitores e muitos outros contos depois foram escritos com este personagem quetinha aventuras fora de ordem cronológica. Um dia rei, no outro um jovem ladrão, em seguida um pirata ou mercenário. A trajetória de Conan foi desenhada aos poucos  e suas aventuras eram contadas de forma solta. Mérito de Robert E. Howard, um jovem escritor que criou um maravilhoso mundo repleto de magia e sangue.

O Autor

Robert Erwin Howard nasceu em 1906 e  é o cara por trás do fantástico universo de Conan, o Bárbaro e outros personagens fantásticos  os quais escreveu na forma de contos como Kull, Sonja, Salomão Kane e Bran Mak Morn. A origem de Conan veio por parte da cachaça que o autor tomava. Segundo ele, Conan apareceu para ele após uma noite de bebedeiras ( essa história foi até transformada em HQ na aventura Bárbaros da Fronteira). Daí, com uma idéia e uma máquina de escrever, ele desenvolveu a brilhante Era Hiboriana com direito a um mapa perfeito e inúmeros reinos que seriam trabalhados por outros autores no passar dos anos. ( E aí, alguma coisa ainda contra bebida? Por isso idolatro o álcool sendo um alcoolatra e não um alcoólico).
Infelizmente o Robert não colheu muito os frutos que seu personagem iria render pois se matou após sua mãe ter falecido  em 1936. Mas Conan não foi pra terra dos pés juntos não. O Cimério casca-grossa começou a ter contos publicados  uns 20 anos depois por L. Sprague Decamp e Lin Carter, continuando sua ascensão meteórica, bem como de seus demais personagens relacionados.
Segue aí as histórias do bárbaro escritas por Howard.
Histórias de Conan escritas por Howard



Capa da revista Weird Tales (1934) com o conto Devil in Iron, um conto de Conan, original de Robert E. Howard
The Phoenix on the Sword
The Scarlet Citadel
The Tower of the Elephant
Black Colossus
The Slitherin Shadow
The Pool of the Black One
Rogues in the House
Iron Shadows on the Moon
Queen of the Black Coast
The Devil in Iron
The People of the Black Circle
A Witch Shal Be Born
Jewels of Gwahlur
Beyond the Black River
Shadows in Zamboula
The Hour of the Dragon (romance)
Red Nails
The Frost Giant's Daughter (publicado pela primeira vez com o nome Gods of North)
The Flame Knife (publicado depois de sua morte)
The Hall of the Dead (publicado depois de sua morte)
The Vale of the Lost Women (publicado depois de sua morte)

Conan nos quadrinhos

 Na década de 50, surge um gibi meio artesanal relatando a saga da rainha da Costa Negra. Artesanal é elogio. É PIRATARIA  o nome dessaporraí!!!  Olha aí o naipe do gibi:







Bêlit como principal personagem, Conan Loiro e a história bem zoada ou não já que não havia quadrinização alguma de Conan antes disso mas havia a descrição do personagem( provavelmente mudaram para disfarçar  o uso do personagem)

Esse gibi foi publicado sem autorização por três editoras diferentes no México: Cuentos, La Reina e Joma, entre os anos de 1952-1966.Na década de 70, Conan foi adaptado pela Marvel Comics para se tornar uma hq na revista Savage Tales que tinha Kazar como atração. 

Então a Marvel lança Conan The Barbarian( colorida), e um tempo depois Savage Sword of Conan( em preto-e-branco). os títulos fazem um sucesso inesperado e os responsáveis principais são Roy Thomas e John Buscema que comandam os títulos do Cimério.
A galera insana quer mais Conan e em pouco tempo sai Conan, The King com aventuras  do Cimério já coroado rei da Aquilônia. Conan saga também chega as bancas com a republicação das melhores histórias publicadas em Savage Sword of Conan. 

Sagas memoráveis se destacaram nesses anos que se passaram. O Tesouro de Trânicos, A Rainha da Costa Negra, O Cerco a Makaleth, Conan na Cidade dos magos,A Torre do Elefante, A Filha do Gigante de Gelo dentre várias outras.



Conan nos cinemas

Na decada de 80, especificamente nos anos de 1982 e 1984, Conan foi adaptado para a telona em dois filmes Conan o Bárbaro e Conan o Destruidor. Arnold Schwarzeneger encarnava bem o Cimério. .

A febre em torno do cimério aumentou bastante e a marvel lucrou  $$$ demais com isso, consagrando de vez o cimério que começava a ter encontros com outros heróis da casa das idéias como Thor, Capitão América e até uma aventura do herói nos nossos tempos.

Nos cinemas os dois filmes são muito bons e até hoje culpo o Exterminador do Futuro e outros filmes de sucesso do Arnold por não ter tido mais um terceiro filme do bárbaro naqueles tempos. Somente em 2011  Conan foi vítima de um remake com um outro ator Jason Momoa em um filme que tem praticamente tudo que você encontra nas aventuras  do cimério( mulheres nuas, humor negro, Conan bruto, violência exagerada) porém não usado corretamente. O maior problema da produção é que Momoa não conseguia apagar a intensidade de Arnold e o fdp ainda usava lápis nos olhos.





Voltando aos quadrinhos, Conan nos anos 90, viu suas séries ruirem e seus títulos serem cancelados. Apenas duas revistas ficaram em circulação: Conan e Savage Conan. Alguns anos depois( em 2004) a Marvel Comics cedeu os direitos de publicação do personagem para a Dark Horse que começou a publicar suas aventuras e recontar histórias clássicas como A Torre do Elefante e passou a série Conan (sob o lápis de Kurt Busiek sob uma nova optica, bastante selvagem mas mostrando Conan um pouco menos honrado do que o mostrado na era marvel).

Outras séries do bárbaro


Conan teve um desenho na década de 90 na qual ele lembrava um He-man mas era uma série agradável de assistir, mesmo com o cimério não matando ninguém no desenho ( ainda quero baixar essa série). Eu chamo de Conan só para baixinhos.
E falando em série houve uma série de apenas uma temporada do Conan em live action estrelada por Ralf Moeller ( um pouco sofrível mas é muito boa nas minhas lembranças, acho que se eu assistisse agora teria enjoos)






Vídeos do Cimério

Confira aí as aberturas da série, dos filmes( trailers) e do desenho do bárbaro.













Ano passado confirmou-se que Schwarza irá voltar em um filme de Conan- King Conan que mostrará finalmente uma aventura cinematográfica do bárbaro já como rei ( vale lembrar que nos primeiros filmes Conan aparece como rei apenas nas cenas iniciais e  finais como se estivesse ponderando ou lembrando o passado).

Que Crom abençoe a todos vocês e caso ele não abençoe que vá para o inferno!
É  isso aí cães! Até a próxima parte da matéria sobre Conan.


Compartilhe este post: :

+ comentários + 6 comentários

2 de fevereiro de 2013 18:19

Axo que nao tem nada que eu possa falar pra completar o post que não "Conan, O que é o melhor da vida?
Esmagar seus inimigos
Vê-los rastejando ante você
e ouvir o choro de suas mulheres"

Anônimo
30 de janeiro de 2014 10:58

onde posso encontrar os gibis de la reina de la costa negra? meu email dama-danoite33@.com

3 de fevereiro de 2014 04:08

Dificil de encontrar esses gibis por serem antigos e nãoteem sido produzidos na terra do Tio Sam, mas com certeza dá pra peneirar e encontrar. Achando, crio um post só para isso,.

30 de março de 2016 13:07

No Mercado Livre tem quase todas as edições da "Espada Selvagem de Conan" achei até a edição que publicou minha carta na época!!

4 de abril de 2016 01:18

Oi, Anderson, tudo jóia?
Sou meio reticente quanto ao mercado Livre,dá para encontrar alguns sebos mais baratos e com garantia de recebimento. Quanto a ter o nome numa sessão de cartas, parabéns! Nunca consegui isso,aí comecei a fazer parte dos que achavam que era tudo marmelada,rs. E pelo visto, estava errado,rs.
Até mais.

5 de setembro de 2017 10:37

Tb achei que era marmelada rsrs

Postar um comentário

Aliados Nerds

 
Support : Copyright © 2012-2014. ENQUADRINHADOS - todos os direitos reservados

Enquadrinhados- HQ é Alta Qualidade