F

Homem Aranha Mangá



A Marvel Comics hoje em dia e num passado não muito distante ( ok, é distante sim) já gostava de ganhar dinheiro. Nos anos 70 Stan Lee e cia tentou fazer uma invasão Marvel ao Japão com seus heróis Marvel. 
Claro, se no Japão as pessoas curtem mangá ,a Marvel achou que ia abalar lá com suas hqs coloridas e tramas inovadoras. Se Ferraram!!!Como lá eles já curtiam mangá, a narrativa tão consagrada no mundo inteiro não decolou em terras do Sol Nascente. Ou seja, se tivesse nascido no Japão, Stan Lee tava fudido e mal pago.

 Daí a Marvel resolveu em manter a  parceria com a Shueisha e iria publicar alguns heróis em uma versão mangá ( o quadrinho japa)  como o... Homem Aranha, criando uma nova origem para o super herói e adaptando mutos elementos para a revistinha que a gente lê de trás pra frente. O mangá do Homem Aranha foi lançado nos anos 70(1970 e 1971) e teve uma ótima aceitação no mercado japonês popularizando o cabeça de teia lá naquele país ( sim, dizem que o sucesso desse mangá foi responsável em parte pela escolha do Aracnídeo para estrelar um live action que lançou o primeiro robô gigante  do herói e faria parte do folclore dos Super Sentai. 


Com uma origem própria( de começo, não temos um Peter Parker ou Pitar Parka), adaptações inteligentes para os vilões, elenco principal bem desenvolvido, a série mostra o que eu achava que deveria ser o Homem Aranha em um mundo mais oriental( beeem longe daquilo que vimos em Marvel Mangáverso). Mérito para Ryoichi Ikegami ( de Crying Freeman) que escreveu e ilustrou o mangá em sua maior parte. O Mangá foi relançado nos EUA em 1997 e a Mythos lançou em 1998 passando quase despercebido das bancas ( além do preço caro na época) devido a não termos ainda a febre dos mangás iniciada a sério em 2000 e 2001  e ao mercado editorial só querer publicar algo relacionado ao Japão devido ao sucesso dos animes na Manchete, por que para divulgar a arte oriental é que não era.
O Homem Aranha é o jovem Yu Komori que se torna o Homem Aranha após um acidente de laboratório e resolve lutar contra o mal sem precisar perder o tio e toda aquela história que já estamos calvos de saber. Um par romântico que não existe no ocidente(saiam  Gwen e MJ), irmã de Electro ( e sim, o Aranha aqui sem querer mata alguns vilões). Tudo muito bem feito e elaborado nem lembrando aquela esculhambação que foi Marvel Mangaverso.( esse sim, ruim de doer). Violência, mortes e dramas que fariam Peter Parker parecer reclamar de barriga cheia sobre sua vida, tornam essa HQ um item a mais para fãs do herói.

Vilões? Os clássicos do Aranha estão lá e claro, uns famosos buchas mas até eles são bem aproveitados. Sinceramente, Terminou de ler One More Day passe pro mangá do Homem Aranha por que seé pra alterar a realidade,que se altere para algo que preste!!! Por sinal se houvesse OMD em mangá, a batalha final de Pitar seria contra Mefisto .

CLIQUE NO NOME DAS REVISTAS PARA DOWNLOAD



Compartilhe este post: :

Postar um comentário

Aliados Nerds

 
Support : Copyright © 2012-2014. ENQUADRINHADOS - todos os direitos reservados

Enquadrinhados- HQ é Alta Qualidade